25 de setembro de 2014

Minha Loucura

"E se sou ridícula por gritar ao mundo o que sinto,
Que ria de mim aquele que se acha tão distinto.

Eu grito o meu amor pois tenho orgulho de amar
Quem não sabe o que é isso, deveria se envergonhar.

O meu amor pode soar antiquado, cafona ou até exagerado,
Mas quem nunca amou assim, nunca esteve apaixonado.

E se parece que de tanto amar eu fiquei louca,
Saiba que a minha loucura grita até ficar rouca.

Ela grita o quanto ama, grita o quanto o amor lhe faz bem.
Posso ser ridícula, louca ou antiquada, mas te desejo amor também."

[Mariana Siqueira]