15 de abril de 2015

Uma Colisão

Dois mundos tão opostos quanto podem ser.
Colidiram numa tarde como outra qualquer.

Ninguém nunca havia visto nada parecido.
Só séculos depois entenderam o acontecido.

O maior deles, era orbitado por uma grande lua.
Enquanto o outro, bem menor, mal tinha a sua.

Com a colisão, eles se tornaram um mesmo.
E encontraram rumo, no que antes era esmo.

Mas esse mesmo mundo é na verdade dois, sabia?
Quando num hemisfério é noite, no outro é dia.

Eu e você. Somos um só planeta, um só mundo.
Da mais alta montanha ao vale mais profundo.

De tempos em tempos o céu sobre nós se ilumina.
E eu vejo dois planetas, um garoto e uma menina.

[Mariana Siqueira]

A Falta Que Você Me Faz

Me falta o ar, me falta o chão,
Eu fico sem rumo, sem paz.
Sem você, o sim vira não.
É a falta que você me faz.

O tempo passa mais devagar,
Os ponteiros andam para trás.
As horas só sabem perturbar.
É a falta que você me faz.

O mundo perde suas cores,
O para sempre vira jamais.
As paixões, de amor viram dores.
É a falta que você me faz.

Meu poema perde o sentido,
A vida, o mundo, nada mais.
Espero que você tenha entendido.
Essa é a falta que você me faz.

[Mariana Siqueira]