21 de janeiro de 2017

Dói...

Dói. Ainda dói. Algumas vezes, dói tanto que eu não consigo respirar. Pensar em tudo o que vivemos juntos, em tudo o que queríamos fazer juntos, acaba comigo. Eu sinto como se eu tivesse tido toda a felicidade que eu poderia ter na vida e, simplesmente, a deixei ir. Deixei você ir. E dói. Dói não saber o que fazer, não saber quem eu sou sem você. É um vazio infinito, sou tudo e nada ao mesmo tempo. Vácuo no universo, vácuo no meu coração. Eu queria ter sabido, pelo menos suspeitado, ter me agarrado aos momentos que tivemos sabendo que eles eram os últimos. Queria que as coisas não tivessem mudado tanto entre nós e que pudéssemos ser aquelas pessoas que um dia fomos. Não somos mais. Não somos mais nada. Nada além de dor. Já falei o quanto ainda dói? 

[Mariana Siqueira]

Um comentário:

  1. Mariana meu anjo, o tempo é a resposta para esse sofrimento relatado. Embora pareça difícil não é impossível. Pessoas superam perdas de filhos, de pais ou de qualquer parente que ame, de um amigo. O término de um relacionamento é doloroso sim, mas é suportável como qualquer dor. Não importa quanto tempo isso demore, uma hora vai passar.

    ResponderExcluir

Deixe seu recado, opinião, comentário ou sugestão. Prometo lê-las com carinho ;* mil beijos. Obrigada por visitar meu blog =)