18 de abril de 2017

Meu príncipe

Certo dia, numa liquidação imperdível,
Encontrei uma promoção irresistível.
Embrulhado em um belo papel de presente,
Um príncipe numa armadura reluzente.

Bem escondido sob várias camadas de proteção,
Veio de brinde um pequeno e vermelho coração.
Ele pulsava quando você dizia uma fala gravada.
E eu amava, mesmo sabendo que não significava nada.

Eu escolhi o melhor modelo mas não sabia, 
Afinal, você tinha um prazo de garantia.
Devia ser uma forma de enganar o cliente, 
Você parecia uma coisa mas era outra diferente.

Assim, apareceram defeitos de fabricação 
E consertá-los se tornou minha obsessão.
Você, então, resolveu começar a falhar
E mesmo trocando a bateria, parou de funcionar.

Sua pintura lentamente começou a descascar. 
Meus amigos diziam que já era hora de te trocar.
Mas como se descarta seu brinquedo favorito? 
Você sempre foi meu boneco mais bonito.

Na fila para a devolução tinha tanta gente triste.
Acho que fazer troca é a pior coisa que existe.
Eu juro que fiz o possível pra tentar te consertar
Mas você preferiu outra dona para brincar.

O coração, que veio brinde, resolvi não devolver.
Sem pilha, a luzinha vermelha deixou de acender.
Vendo-o na estante, observo o meu próprio coração
Que não funciona longe do seu príncipe de estimação.


Mariana Siqueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, opinião, comentário ou sugestão. Prometo lê-las com carinho ;* mil beijos. Obrigada por visitar meu blog =)